domingo, 22 de abril de 2018

Altônia mais limpa: Competição entre bairros. Premiação - Passeio a Foz do Iguaçu, Hiroelétrica, Refúgio Biológico e Parque Nacional do Iguaçu.

Premiação - Passeio a Foz do Iguaçu, Hidroelétrica, Refúgio Biológico e Parque Nacional do Iguaçu.

No ano de 2017 o Centro de Educação Ambiental de Altônia juntamente com a Secretaria de Vigilância Sanitária em Saúde e Secretaria municipal de Agricultura e Meio ambiente iniciamos um Projeto contra a Dengue "Altônia mais limpa: Competição entre bairros" com o objetivo de Extinguir os focos de proliferação do Aedes aegypti. Para que houvesse exito prometemos uma visita técnica à Foz do Iguaçu ao qual realizamos neste 13 de abril de 2.017 com Agentes de Endemias e Agentes Comunitárias de Saúde através do Conselho de desenvolvimento dos Municípios Lindeiros ao Lago de Itaipu. Em 2017 foi um ano sem nenhum caso de dengue. Este ano tivemos casos de chikungunha através de um visitante que veio de outro estado. Devemos ser persistente no trabalho que nunca pára.

O projeto justifica-se pela necessidade de mudanças de hábitos e atitudes em relação ao meio ambiente, visto que parte da população não cuida do seu pedaço. A fim de evitar e prevenir problemas graves no futuro, em relação à proliferação de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti em um processo permanente e continuado de Educação Ambiental envolvendo a participação coletiva, a fim de constituir uma oportunidade para o desenvolvimento de habilidades relacionadas ao processo de construção da cidadania.

A grande importância da aplicação é devido ao clima quente e úmido, propicio a proliferação do mosquito extinguindo a possibilidade de que, se não houver o cuidado poderá gerar um surto epidemiológico. O passeio foi muito gratificante, pois a alegria no rosto das pessoas envolvidas já compensou. 

Quero aqui deixar meus agradecimentos ao Conselho de Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros ao Lago de Itaipu e a Itaipu Binacional que nos proporcionou este presente através da Linha Ecológica. A Linha Ecológica é desenvolvida dentro de uma parceria da Itaipu Binacional e do Conselho de Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros ao Lago de Itaipu. Em atividade desde 2002, o programa dispõe de uma agenda de atividades específicas para cada ano Altônia faz partes dos municípios da BP3.


Um abraço,
Janete Silva Hackl
Gestora municipal de Educação Ambiental de Altônia











sexta-feira, 30 de março de 2018

Apresentação musical contra a Dengue - Cuidados com a água e ao meio ambiente

Apresentação musical contra a Dengue - Cuidados com a água e ao meio ambiente

Quinta-feira 29/03/18, foi realizado no Centro Cultural Nelson Cadari de Altônia a Noite Cultural com o Tema a Verdadeira Páscoa, uma Promoção do P.R.C.A - Projeto Resgate da Criança e Adolescente sob a Coordenação do Hubner Biachini - Studio de Dança e Teatro Juliana Gomes e Divisão de Cultura com apoio da Prefeitura Municipal de Altônia várias apresentações sobre o sentido da Páscoa e também um musical para sensibilização das pessoas sobre a Dengue. 

Foi tudo muito bonito e importante para conscientizar à comunidade sobre os cuidados com a água e o meio ambiente. As crianças ficaram atentas e aprenderam lições de cuidado e preservação e do verdadeiro sentido da Páscoa sem consumismo.

Um abraço, 
Janete Silva Hackl
Gestora Municipal de educação Ambiental de Altônia






quinta-feira, 22 de março de 2018

22 de março - Dia Mundial da Água - Pratica agroecológica

Dia de Campo : Implantação de Sistemas Agroflorestais.

Para comemorarmos o dia da água, tivemos uma prática agroecológica no sítio da dona Ines Paladini e do senhor Joaquim, juntamente com agricultores e educadores ambientais.Todos conscientes da importância de cuidar e de preservar este recurso precioso que faz brotar a semente, trazendo o alimento nosso de cada dia.O dia começou com um delicioso café, práticas  e terminou com o batizado de uma árvore simbolizando a importância da união e do trabalho na agroecologia.
O dia da água foi marcado com um  intercâmbio para a troca de conhecimentos relacionados à produção e manejo sustentável para membros da Associação de Produtores Orgânicos de Palotina (Apop) e da Associação Agroecológica de Altônia (APA). Com a coordenação dos técnicos Juliano Casagrande e Thiago De Lai, da Cooperativa de Trabalho e Assistência Técnica do Paraná (Biolabore), foram abordados dois temas principais, sistemas agroflorestais e homeopatia.
A atividade desta quinta-feira (22) foi realizada em Altônia, mas contou com a participação dos produtores da Apop, de Palotina. Os participantes da oficina visitaram uma propriedade modelo em sistema agroflorestal, implantada em 2015, com resultados positivos, segundo o técnico Thiago De Lai. Neste tipo de cenário as culturas são trabalhadas em forma de consórcio, ou seja, com espécies arbóreas que podem ser utilizadas para restaurar florestas e recuperar áreas degradadas. Juntamente são cultivadas algumas variedades que proporcionam renda ao produtor rural.
Este tipo de tecnologia ameniza limitações do terreno, minimiza riscos de degradação inerentes à atividade agrícola e otimiza a produtividade a ser obtida, além de otimizar a infiltração de água e melhorar a qualidade das nascentes, conforme De Lai.  Este tipo de atividade, com oficinas de estímulo à produção agroecológica, recebe incentivo por parte da Itaipu Binacional, por intermédio do Programa de Desenvolvimento Rural Sustentável, executado em parceria com a Biolabore no Oeste do Paraná.

Um abraço,
Janete Silva Hackl
Gestora Municipal de Educação Ambiental de Altônia






22 de Março - Dia mundial da Água

22 de Março - Dia mundial da Água


























Você já parou pra pensar??
















Um abraço,
Janete silva Hackl
Gestora Municipal de Educação Ambiental de Altônia


quarta-feira, 21 de março de 2018

SEMANA MUNDIAL DA ÁGUA -Eco Expresso SANEPAR – Projeto do Rio ao Rio



Semana  Mundial da Água – 22 de março dia Mundial da Água

Eco Expresso SANEPAR – Projeto do Rio ao Rio

Este é um trabalho da SANEPAR em parceria com o Centro de Educação Ambiental, secretaria municipal de Agricultura e Meio ambiente, Secretaria Municipal de Educação e Cultura
O ônibus equipado com maquetes trouxe o conhecimento sobre o ciclo da água e o Saneamento Ambiental. O uso racional da água que passa por nossas casas e a conservação dos recursos hídricos, que depende das ações de todos
O Projeto apresenta os processos executados pela empresa para cuidar da água. Mananciais, captação, tratamento, distribuição, ligações de água e esgoto, tratamento de esgoto e destinação de resíduos urbanos. Tudo isso para garantir a qualidade da água dos rios e poços.
De forma lúdico/didática os visitantes tiveram a oportunidade de visualizar a maquete que se encontra no interior do ônibus e interagir com os recursos audiovisuais instalados.
A equipe que acompanha o ônibus itinerante é formada pelos profissionais Elder Robson Myszkovsk que nos contatou viabilizando este importante trabalho de sensibilizaçã0, ao Gean Lucas Alves Leme (Biólogo Coordenador), Amanda Ribeiro e Jaqueline Santiago (Técnicas Ambiental e Clenilson Cordeiro Silva (motorista)
Quero agradecer a todos os diretores, professores e alunos que participaram desta mostra de Educação ambiental realizada em nosso município na Semana Mundial da água. Obrigada a equipe da SANEPAR que realizou este trabalho com empenho e dedicação e a Secretaria de Educação que viabilizou o transporte dos alunos.

Um abraço,
Janete Silva Hackl
Gestora Municipal de Educação Ambiental de Altônia







quinta-feira, 1 de março de 2018

ATIVIDADES DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL COM A MELHOR IDADE - CRAS

Atividades de educação Ambiental com a melhor idade - CRAS

Nos dias 28 e 01 de março de 2018, o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo ao idoso, através da Secretaria Desenvolvimento Social e do C.R.A.S promoveu a participação dos Idosos de Altônia de um dia diferente no Centro de Educação Ambiental de Altônia - CEAA.

Eles foram divididos em dois grupos e participaram de atividades físicas com alongamento, caminhada no Bosque municipal João Antonio da Mata, onde tiveram um momento para contemplar e direcionar um novo olhar para com  a natureza. Na volta a calma,  tiveram uma palestra sobre resíduos sólidos com slides e diálogos sobre a separação e destinação correta dos resíduos, enfatizando o cuidado com remédios vencidos e outros que podem contaminar a água nossa de cada dia.

Os idosos foram divididos em duas turmas para facilitar o atendimento e também para poder ficar mais próximos uns dos outros facilitando e fortalecendo vínculos de amizades com alegria e descontração.
Tivemos momentos de contação de histórias, declamação de poesia, sorteio de brindes e terminou com um delicioso lanche com comes e bebes.( Lanches e suco natural)
Foi um prazer recebê-los no Centro de Educação Ambiental que é um espaço para a comunidade.

Um abraço da Gestora municipal de Educação Ambiental de Altônia
Janete Silva Hackl









terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Bordando histórias com reciclagem

Bordando histórias através da reciclagem

Dia 05 foi o dia de finalizarmos mais um trabalho envolvente, criativo e importante para o Coletivo educador ambiental de Altônia, em parceria com um grupo de mulheres rurais que doaram um pouco do seu tempo para contar historias e bordá-las com retalhos na ráfia. Este trabalho foi inspirado por  Anelize Queiroz Amaral, uma amiga que ao pesquisar histórias para defender no seu doutorado tomou conhecimento do nosso trabalho de reciclar com retalhos e solicitou - nos que bordássemos um pouquinho da história do nosso pedaço para acrescentar nas suas pesquisas. Para o nosso coletivo foi um grande privilégio fazer parte deste momento e poder presentear a banca com o trabalho feito mãos que lutam por um mundo de justiça, igualdade, num novo processo de desenvolvimento rural sustentável de amor e paz.
Estas mulheres trabalhadoras rurais fazem parte do coletivo educador municipal de Educação  Ambiental e também participam de movimentos como a Marcha das Margaridas em busca de conquistas para as mulheres. Entre elas: Biodiversidade e democratização dos recursos naturais -  bens comuns:

  • Terra, água e agroecologia;
  • Soberania e segurança alimentar e nutricional;
  • Autonomia econômica, trabalho, emprego e renda;
  • Saúde pública e direitos produtivos;
  • /educação não sexista, sexualidade e violência;
  • democracia, poder e participação política;

Um abraço,
Janete Silva Hackl
Gestora municipal de Educação Ambienta de Altônia